quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

A It Girl da zona sul

Postado por Laiz Maia Conti às 05:17 0 comentários
Então, vim pra falar de dois assuntos sintetizados. Um já bem comentado que o termo "It Girl", e outro que ta em foco agora, o "rolézinho". Duas palavras que aparentemente não tem NADA a ver uma com a outra. 
A questão é que essa 'it' da zona sul de São Paulo, faz questão de ir vestida com coisas caras, de marca, para ir aos rolézinhos, impossibilitando a mãe de economizar pra comprar a casa própria!
Agora vamos ver os motivos: só o 'tenizinho' da garota custou 500 mangos, sem contar o último 'rolézinho' que a mãe abriu a mão e deu 430 reais pra menina.
Gente, eu to chocada! Analisando ou não os fatos, a gente se dá conta que essa garota é egoísta e que não valoriza os bens de consumo duráveis (como uma casa própria) e que a mãe é uma sem noção que libera esse dinheiro todo para as regalias da jovenzinha.

Nem sei mais o que dizer...

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Falando de Moda - Braccialetti Cruciani

Postado por Laiz Maia Conti às 12:24 0 comentários
Hey us!
Então gente, há uns meses, eu vi e ouvi sobre os braceletes Cruciani, uma marca italiana que cativou os corações do mundão com essa pulseirinhas com ar de manufaturadas. Mas até então, eu não tinha ido atrás. No entanto, essa semana, vi no meu Instagram umas fotos na rede social deles, só que a do Brasil, e achei muito legal a campanha e comecei a pesquisar.
"Um desejo para cada trevo de quatro folhas, um trevo de quatro folhas para todos os desejos."
No Brasil, têm apenas três lojas: uma no Rio, outra em Sampa e uma em Porto Alegre. Enquanto que só na região de Milão tem mais de 25 pontos de venda! Além de ter lojas  em Portugal, Japão, Coreia, Estados Unidos, Espanha e em Dubai(apenas 2 lojas).
O estilo artesanato do bracelete, aliado aos desenhos e ao trabalho bem acabado conquistaram homens e mulheres.
O ator italiano Riccardo Scamarcio saiu na capa da Vanity Fair It. em maio desse ano usando o modelo Infinito da Cruciani.
Olhem a querida Dita Von Teese com uma Cruciane!
 As cantoras Rita Ora, com o modelo Cuore, e Beyonce também usando um bracelete.
#regram; a composição de relogio e pulseiras no pulso do cenógrafo Marcelo Bacchin.
E aí, qual modelo mais gostaram?
P.S: Caso na sua cidade não tenha postos de venda do bracelete ou seja more muito longe das cidades brasileiras que vendem e você queira muuuuito um, corre no site e escolhe a tua preferida. Eles vendem online! =D

Até mais!

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Falando de Moda - Enmoda 2013 (parte II)

Postado por Laiz Maia Conti às 09:34 0 comentários
Retomando a última postagem, volto aqui pra dar minha opinião sobre o evento e sobre os trabalhos.
A decoração ficou belíssima e a disposição dos espaços e ambiências ficaram muito boas. Dos patrocinadores, o estande da "Carlota Costa" estava lindoo demais.   
Os trabalhos de todas as fases realizados durante os semestres foi exposto. Os drapings no manequim, as ambiências com as Barbies, o trabalho de fotografia dos alunos do técnico em produção de moda, o desenho e confecção das meninas da aprendizagem industrial.

Já as mini coleções das formandas, vou lhes contar, estavam liiindas! Uma das alunas inovou, e criou roupa para os pets e soltou os cachorros na passarela!
Outra que tocou meu coração, foi uma coleção infantil, na verdade foram duas.Uma foi esta, com modelos lindos que super combinaram com essa coleção de criança geek e as cores foram muito bem trabalhadas.
                
 Essa outra foi feita inspirada do circo. Cores, carrossel e fofura! A modelo da saia colorida fez até graça para os fotógrafos.

Outra formanda que ousou e muito, usou um tema bem diferente e colocou a nova integrante do Daft Punk na pista, hahhaha. Trocadilhos a parte, ficou o máximo!  
Essas quatro foram minha favoritas, mas TODAS as formandas estão de parabéns! Quem vê da platéia, não faz ideia de quantas etapas são superadas e finalizadas até que o desenho saia do papel e vá para a passarela.
Até a próxima!

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Falando de Moda - Enmoda 2013 (parte I)

Postado por Laiz Maia Conti às 05:41 0 comentários
Olá leitores! Estou aqui pra falar de mais um evento de moda que acontece no sul de Santa Catarina que move o alunos e professores do tecnólogo em Design de Moda, curso da UNESC com aulas ministradas no SENAI.
O Enmoda vem sempre baseado num tema, e no dia do evento, não são só as meninas da faculdade que brilham. Todos os alunos que fazem cursos relacionados a moda apresentam seus projetos planejados durante todo o ano.

Parabéns para todos os alunos que mostraram ontem, seu trabalho e dedicação! Em breve farei mais comentários!





quinta-feira, 21 de novembro de 2013

We don't care with #thighgaps

Postado por Laiz Maia Conti às 09:35 0 comentários
Li algo hoje que muito me preocupou e jogou na minha cara outra vez a realidade de garotas de todo o mundo que são vítimas do padrão feminino apresentados pela mídia.Sabe aquele espacinho entre as coxas? Então, é isso que elas buscam.

O problema é que, para alcançar isso, chamado 'thigh gap' nas redes sociais (leia mais em Fashionatto), as vezes a saúde das meninas deixa de ser uma preocupação. Deixam de comer, adotam 'planos' da bulimia, ficam anorexicas, e isso tudo é um problema.


E pior, mesmo com todos esses problemas, elas tem orgulho de todo esse sofrimento. No instagram, se procurarem por #thighgaps, ou #thigh_gap, ou #needtobeskinny, encontras se esse tipo de imagem.


E to acima do peso, minha coxas são grossa e roçam uma na outra quando estou de saia, calça, shorts, vestido, mas o que que tem? Nunca deixei de fazer nada por causa disso. Então gente, por favor, abram mais sua cabeça. Não se sacrifiquem por essas coisas esperando que as coisas melhorem.
O meu time é o da Beyoncé, o da Kim, o da Katy! Coxudas, unidas venceremos, hahhaha.
Para as meninas que têm esse espacinho entre as pernas, nada contra viu, a gente é linda do jeito que é! 
Baci.

sábado, 19 de outubro de 2013

Força Fran

Postado por Laiz Maia Conti às 14:07 0 comentários

Mais uma garota, foi vitima das nuances do machismo. Essa semana, repercutiram, através de um aplicativo, três videos da Fran. A Fran teve a intimidade com o parceiro, seus desejos e vontade sexuais e a sua vida exposta pra dezenas, centenas, milhaaaaares de pessoas.
Dessas pessoas, a maioria acredita que tem o DIREITO de julgar a moça de 19, afinal, ela é uma moça. Afinal, ela teve desejos realizados, na cama. Afinal, ela tem uma filha. Afinal, ela envergonhou a família, pai, mãe, tio, tia e o diabo a quatro. Afinal, que burra, deixou o cara gravar ela.
Mas, afinal. O que que o cara tinha que gravar? O que que ele tinha que compartilhar. Ela que é burra, e não ele que é um imbecil. Isso me choca!
Eu sou da opinião que: do que acontece entre quatro pardes, ou dentro de quatro portas(duas, que seja) só pertence a quem consumou o ato, a quem sentiu prazer, a quem fez amor, a quem deu o ‘cuzinho’! Não a uma cambada de desocupados que se diverte postando intimidade dos outros ou COM os outros! 
Na minha busca sobre o ocorrido, foram poucos os comentários de apoio a garota que não envolviam ironia, e menores ainda, os comentários de chacota ao parceiro (infantil e inescrupuloso)! Isso é machismo!
Porque o cara que pega cinco na balada é fodão? Porque que o cara que cozinha a garota é pegador? Porque esse tipo de pessoa sem caráter é considerado o esperto e ‘o homem que eu queria ser’? 
No dia que as frans puderem oferecer seu ‘cuzinho’ pra quem e na hora que bem entenderem, aí sim, desconsiderarei minhas criticas ao IMBECIL que não soube simplesmente valorizar e viver o momento, aceitando a oferta da moça.

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Falando de Moda - Emoção

Postado por Laiz Maia Conti às 17:36 0 comentários
Emoção enorme de ver um croqui teu saindo do papel e entrando na passarela, vivo. Desgaste fisico e financeiro são mínimos perto da realização.
Dia 25 de julho, concretizei mais uma etapa importante no meu desenvolvimento profissional, e como eu compartilho no blog tudo que me agrada, estou postando esse meu contentamento!
Melhor do que me emocionar apenas com a minha alegria, é poder dividir o momento em que todos os meus colegas, os quais convivi durante um ano e meio (ou mais), sentiram a mesma alegria. Saber do esforço e da dedicação de cada um, dividir angustias com eles e ficar contente de ver que todas as dificuldades foram superadas. Superadas de cabeça erguida, superadas com muito choro, superadas com muito esforço.

Agradecer a todos que me ajudaram e apoiaram. Agradecer por todos os xingões dos professores, pela paciencia e pela dedicação. Agradecer pela compreensão de quem esteve ao meu redor durante toda essa caminhada. Que venham mais provas!
 

Além da minha imaginação Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos